skip to Main Content
(48) 9 8500-9844 [email protected]

Nossa Jornanda ao mundo do Babywearing

Meu nome é Anelise, eu sou Brasileira mas moro na Irlanda há quase 9 anos.

Bom, eu poderia escrever todos os dias para contar a história de como eu acabei na Irlanda, mas por agora eu gostaria de compartilhar com vocês uma nova história emocionante sobre minha jornada no mundo da Babywearing . Em Julho de 2014, minha primeira filha nasceu. Tão linda, tão calma e perfeita…

Eu não podia acreditar o quão perfeita ela era quando a segurei em meus braços. Lucy é o seu nome, seu nome significa luz e luz, desde o dia em que nasceu, é o que ela traz para meus dias mesmo quando o céu está tão sombrio.

Ela é um bom bebê, mas como todos os bebês demandam muito de nós, em todos os sentidos. Quando o meu parceiro retornou ao trabalho após duas semanas de folga, eu me vi lutando para comer por exemplo, como meu pequeno bebê minúsculo necessitava da minha atenção 24 horas por dia.

Então, um dia, quando eu acabei não comendo durante um dia inteiro por que eu tinha as minhas mãos ocupadas segurando a Lucy, eu decidi que eu precisava de um sling. Quando vi o preço desse “pedaço de tecido” ( que agora não posso viver sem),  eu decidi que eu ia fazer meu  próprio wrap sling e isso é exatamente o que eu fiz.

Fui a algumas lojas de tecido na cidade, mas não havia muitas opções lá fora, e o preço foi alto novamente. Felizmente, eu não desisti e decidi ir para a Hickeys e adivinhem? Eles tinham o tecido que eu precisava e o custo foi reduzido em mais de metade do preço! Fiquei muito feliz comigo mesma! Naquela noite, eu cortei o tecido e como eu não tinha uma overlock nessa fase eu só deixei o tecido sem bainha, porque o algodão sempre rola pra dentro de qualquer maneira.

Veja a foto do nosso wrap sling abaixo … Eu ainda precisava de alguns ajustes de posicionamento é claro, mas a partir deste dia, nossa jornada ao mundo dos slings começou.

11

 

No dia seguinte eu comecei a assistir vídeos no Youtube e depois de muitas tentativas frustrantes eu finalmente tentei carregar minha bebê. Na hora de coloca-la no sling, ela chorou um pouco, mas em seguida aconchegou-se e dormiu por uma hora enquanto eu fui para uma caminhada pelo canal. Estava um belo dia de verão, e naquela caminhada senti que o sling e eu seriamos parceiros em uma grande aventura e estava dado o grito de liberdade a partir deste dia. Algumas semanas mais tarde, eu coloquei meu bebê virado para a frente (eu não tinha lido qualquer coisa relacionada ao Babywearing, desenvolvimento de quadril, super estimulação, ergonomia e etc antes deste dia), mas eu não achei que Lucy parecia confortável e a transferi para sua posição inicial, virada para mim. Tirei algumas fotos para enviar para o pai  (estou cavando através do meu disco rígido para ver se eu posso encontrar a foto).

Estou destacando isso na esperança de que quem lê este, não vá cometer o mesmo erro que eu fiz carregando o meu bebê virado para a frente. Esta foi a nossa virada para, à frente tentar 🙁 Por favor, não tente fazer isso em casa! Não é seguro carregar o seu bebé virado para a frente!

À medida que as semanas passavam , comecei a ler mais sobre tudo o mais que você pode imaginar relacionado com slings e Babywearing . E a partir desse momento a nossa viagem começou e muitos carinhos e abraços foram compartilhados entre nós. Eu nunca vou me arrepender de ter carregado meu bebê, mesmo que tendo um mau começo ! Tudo funcionou muito bem e ela adora a ser carregada por mim ou seu pai (ele também é convertido em Babywearing e costuma carregá-la tanto quanto eu).

 

Eu acho que se você está lendo este blog, você deve estar se perguntando o que eu aprendi com meu erro? Alguns de vocês já devem ter descoberto, mas ainda assim eu gostaria de dizer:  eu não me arrependo de fazer o meu próprio sling envoltório, mas eu me arrependo de não gastar 30 euros em uma consulta Babywearing . Às vezes, dói-me lembrar que eu estava tentando poupar um pouco e acabei colocando a saúde do meu bebê em risco, mesmo que fosse apenas para uma foto.

Não se esqueça de acompanhar a nossa jornada Babywearing, porque estamos apenas começando!

Abraços,

Anelise

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
0
WhatsApp "Fale com a Upa! <3"